Aprendiz Caixa : Conheça o programa.

0
1516


Aprendiz Caixa : A Caixa Econômica Federal é uma instituição financeira pública, administrada pelo Governo brasileiro. Em suas agências, são movimentadas milhares de contas pessoais dos trabalhadores, em caráter de poupança, ou correntista. Assim como a Caixa emprega muitos trabalhadores, há oportunidades também para jovens aprendizes.

As empresas brasileiras de médio e grande porte, devem empregar jovens de 14 a 24 anos em seu quadro de funcionários através do programa jovem aprendiz.




Aprendiz Caixa

 

O adolescente e o jovem aprendiz Caixa  

A instituição bancária, ensina aos aprendizes as rotinas administrativas, o atendimento ao cliente e a resolução de problemas. No programa adolescente aprendiz Caixa, é pago a eles um salário mínimo mensal, vale-alimentação, vale-transporte, férias e FGTS (referente a 2%).

A faixa etária dos adolescentes deve ser de 14 a 16 anos. A família dos participantes do programa, devem ganhar no mínimo 50% do salário vigente.

No programa jovem aprendiz Caixa, o valor da bolsa é de um salário mínimo e meio, vale-alimentação, vale-transporte, férias e FGTS de 2%. A faixa etária dos jovens deve ser de 18 a 22 anos incompletos, e estarem cursando o primeiro ano do ensino médio.

Como é feita a contratação dos jovens

A contratação dos jovens é realizada por meio de uma Entidade Conveniada, atualmente é a CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola, que trabalha em parceria com a Fundação Roberto Marinho.

O site disponível do CIEE para mais informações, é: https://portal.ciee.org.br/empresas/programa-aprendiz-legal/, ou no site da Caixa, www.caixa.org.br.

Pontos importantes presentes na contratação de jovens aprendizes



Publicidade


– A jornada de trabalho máxima permitida ao jovem aprendiz, são de seis horas diárias máximas, e duas horas de aprendizado teórico. A formação dos jovens não inclui horas extracurriculares, ou seja, não podem trabalhar mais do que a quantidade permitida por dia;

– Não é possível reduzir o salário de aprendiz, nem mesmo a jornada de trabalho;

– Descontos não autorizados nos salários dos aprendizes, também são proibidos;

– O trabalho noturno não é permitido ao jovem aprendiz;

– Os únicos descontos permitidos no salário do jovem aprendiz, são: o INSS, a falta injustificada, 6% referente ao vale-transporte, vale-alimentação (estando o jovem devidamente conscientizado sobre os descontos), contribuições sindicais;

– Não é permitido aos jovens aprendizes trabalharem aos feriados;

– Funções que o jovem precise manusear grandes quantidades de dinheiro (como ajudar um cliente a contar o dinheiro, por exemplo), este deverá ser constantemente monitorado por um supervisor, ou responsável pelo setor;

– O aprendiz não poderá trabalhar o tempo todo de pé;

– O ambiente de trabalho deverá ser equilibrado e otimizado em prol do jovem aprendiz;

– As atividades a serem exercidas pelos aprendizes, devem ser claras e expressas, dando-lhes a oportunidade de tirarem as suas dúvidas;

– Todo o contrato de trabalho deve ser lido e assentido pelo aprendiz, bem como pelos seus pais ou responsáveis;

– Qualquer irregularidade ou descumprimento do contrato de trabalho do aprendiz, deve ser reportado para um superior da instituição, a fim de proteger os seus direitos;


 

 


     
Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here